Página Inicial

O Discurso da Marca

Resumo: Os movimentos em prol do planeta estão cada vez mais a ganhar importância e adeptos, forçando as organizações a posicionarem-se como defensoras ambientais ou, pelo menos, a mostrar que estão comprometidas com o desenvolvimento sustentável. Neste contexto, a empresa tende a construir a sua marca por meio de sistemas de representação das identidades, das suas relações e dos seus discursos de forma a atrair potenciais clientes. A marca como instrumento simbólico é constituída por muitos artefactos, sendo a linguagem um dos mais importantes. Analisaremos o discurso da marca na sua vertente ideológica, concentrando-nos na análise das marcas Natura (Brasil) e NaturaPura (Ibérica), examinando os aspectos jurídico e multimodal, de modo a identificar em análise qualitativa os padrões de coerência presentes na construção e consolidação do discurso das duas marcaso.O presente estudo enquadra-se na Análise Crítica do Discurso (Fairclough 2003, 2006), recorrendo à Semiótica Social (Kress 2003, Kress and van Leeuwen 1996, 2001, van Leeuwen 2005) como instrumento de análise. Como resultado, esperamos contribuir para a: (i) definição do conceito do discurso da marca; (ii) aplicação do discurso da marca nas práticas sociais, ou seja, sensibilizar o gestor para as estratégias de construção e consolidação da marca pelo discurso, pois os consumidores, utilizando-se dos novos media, estão em constante policiamento dos comportamentos das marcas; (iii) reflexão sobre a coerência na construção da marca, quer seja na representação quer nas práticas discursivas de modo a propiciar a adesão e a fidelização dos consumidores.  

 

Palavras-Chave: Marcas; Discurso; Multimodal; Jurídico; Sustentabilidade.

 

Para acessar o artigo, clique aqui.

Facebook

facebook congresso

Univates

univates

Copyright © 2013. Todos os direitos reservados.